Jogos Sul-Americanos da Juventude: Técnicos elogiam desempenho dos brasileiros

11/10/2017 17:39

Kazu Kazuoka e Jorge Fanck ressaltaram comprometimento da delegação verde e amarela

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 11/10/2017

Foto: Photosport / Santiago 2017

O desempenho brasileiro no II Jogos Sul-Americanos da Juventude agradou à comissão técnica verde e amarela. Jorge Fanck e Kazu Kazuoca, treinadores que estiveram em Santiago, Chile, com os jovens atletas, salientaram o número de vezes que a delegação chegou ao pódio e a experiência obtida por Livia Lima, Beatriz Kimoro, Guilherme Teodoro e Rafael Torino.
 
O Brasil terminou a competição com seis medalhas: ouro por equipe feminina; ouro por equipe masculina; ouro no individual feminino, com Livia Lima; ouro na dupla feminina, com Livia Lima e Beatriz Kimoto; prata no individual masculino, com Guilherme Teodoro; e bronze nas duplas mistas, com Guilherme Teodoro e Livia Lima.
 
"Os Brasileiros conseguiram manter a hegemonia neste II Sul-Americano, no Chile, com quatro medalhas de ouro, uma prata e um bronze. Para este bom desempenho, tivemos todo o apoio do COB (Comitê Olímpico do  Brasil), que deu todas as condições, fazendo com que os atletas e técnicos se preocupassem apenas com treinos e jogos.  Tivemos uma semana de treinos, para se adaptar ao local de jogo, mesas e bolas e acredito que isso pode ter sido um fator determinante  para o bom desempenho.  Nesse Jogos Sul-Americanos, por ser uma competição com os moldes de um Jogos Olímpicos, os atletas puderam ver como é a convivência com atletas de outras modalidades e ver toda a estrutura que o COB monta para os seus atletas. Acredito que esta experiência é muito válida, fazendo os atletas sonharem em, quem sabe um dia, representar o Brasil em uma Olimpíada ou Pan-Americano", disse Kazu, que completou:
 
"Destaco a participação da atleta Lívia Lima com 3 medalhas de ouro e uma de bronze, Lívia conseguiu manter sua regularidade em todos os jogos, mesmo nos momentos mais  difíceis, teve a tranquilidade e a capacidade de impor seu jogo, com um bom controle de seu backhand e colocando uma pressão nos seus adversários com seu forehand".
 
Jorge Fanck, por sua vez, salientou a força de vontade demonstrada pela delegação brasileira e o empenho demonstrado durante a competição. Além disso, também ressaltou a atuação de Livia Lima, lembrando que, no decorrer do torneio, manteve contato constantamente com os treinadores que trabalham com a atleta no dia a dia.
 
"O evento é magnífico e tivemos uma ótima estrutura ao nosso dispor. Em relação à atuação dos brasileiros, foi muito legal ver o comprometimento, empenho e dedicação dos atletas. O desempenho, para mim, foi muito bom. O nível da competição foi altíssimo e foi tudo com muita garra e suor. Eles levaram tudo muito a sério, ninguém queria perder. Tivemos jogos bem difíceis, mas que saímos vitoriosos. Todos tiveram um bom desempenho, principalmente a Livia Lima, que conquistou três ouros e um bronze, sendo umas das melhores de toda a competição. Queria destacar a troca de informações e o trabalho em conjunto que tivemos com os técnicos dela", apontou.
 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br