Hugo Calderano é o melhor atleta de tênis de mesa das Américas desde a criação do ranking mundial

04/12/2018 15:27

Apenas dois norte-americanos o superam antes da criação do ranking, segundo a Federação Internacional de Tênis de Mesa

 

Rio de Janeiro (RJ), 4 de dezembro de 2018.

Por: Assessoria de Comunicação – CBTM

O brasileiro Hugo Calderano é o melhor atleta de tênis de mesa das Américas desde a criação do ranking mundial. A informação foi confirmada pela Federação Internacional de Tênis de Mesa (ITTF). No último domingo (2), o mesa-tenista foi confirmado na sexta colocação do ranking mundial de dezembro.

Por decisão da Federação Internacional, os mesa-tenistas que conquistaram classificações nas competições mundiais disputadas antes da criação do ranking foram reconhecidos posteriormente. Assim, o norte americano Sol Schiff é considerado o número 4 do mundo em 1938 e seu compatriota Richard Miles foi o número 5 em 1949. Outros três norte-americanos tiveram posições iguais ou próximas de Calderano: Marty Reisman (6º, em 1949), Jimmy McClure (7º, em 1938) e George Hendry (11º, em 1938). O brasileiro que mais se aproximou das primeiras posições antes da criação do ranking foi Ubiraci da Costa, o Biriba: foi o 19º, em 1961.

Após a criação do ranking, Calderano é absoluto. Quem mais se aproximou dele foi o canadense Johnny Huang, 10º colocado em janeiro de 1997. O brasileiro já é, há algum tempo, o melhor atleta latino-americano em todos os tempos.

O crescimento do brasileiro é algo que deve ser destacado. Promessa criada pelo Fluminense, Calderano foi mandado para o São Caetano e, posteriormente para o exterior, onde conseguiu maximizar seu enorme potencial. Em 2010, quando foi para o São Caetano, sua melhor posição no ranking mundial foi o 625º lugar. Subiu para 429º no ano seguinte, 269º em 2012, 178º em 2013, 57º em 2014 (quando foi medalha de bronze nas Olimpíadas da Juventude), 52º em 2015, 31º em 2016 (após os Jogos Olímpicos do Rio) e 18º em 2017.

Neste ano, Calderano iniciou a temporada em 17º lugar. Disparou na lista mundial depois um ano fantástico. Foi vice-campeão do Aberto do Catar, semifinalista no Aberto da Hungria e figurou entre os oito melhores nos Abertos da Coreia do Sul e da Áustria, além de ter participado das históricas campanhas do Brasil no Mundial e na Copa do Mundo por Equipes (com a Seleção entre as oito melhores do mundo). O brasileiro foi um dos indicados ao prêmio de melhor mesa-tenista da temporada pela ITTF. O resultado será divulgado no dia 12, em Incheon, na Coreia do Sul, onde ele também participa das finais do Circuito Mundial.

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.
 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes – claudia@fatoeacao.com

Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br

fatoeacaocomunicacao@gmail.com

                                                         

Siga a CBTM nas redes sociais:
 
FACEBOOK:
 www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa