Dirigentes da CBTM participam de palestra para aplicação do Rating Integra

02/09/2018 09:49

Nova ferramenta foi criada para nortear as ações de governança e gestão no esporte e será utilizada pelo CPB para definir o repasse dos recursos

FOTO: Presidente da CBTM, Alaor Azevedo, e a gerente geral de Operações e Relações Externas, Walquíria Lima e San-Thiago, durante a palestra no CPB.

 

Rio de Janeiro (RJ), 02 de setembro de 2018.

Por: Assessoria de Comunicação – CBTM

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM) vai dar mais um passo com o objetivo de tornar suas ações de governança ainda mais atualizadas com a moderna forma de administração do desporto. Considerada uma das melhores confederações desportivas do país segundo o Sou do Esporte, o próximo passo é cumprir todos os itens do Rating Integra, do Instituto Ethos.

A ferramenta foi estabelecida pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) para validar todos os processos das filiadas. O fiel cumprimento do Rating Integra será fundamental para a pontuação das confederações e o valor de recursos a serem repassados dependerá da soma obtida por cada uma.

Nesta semana, o presidente da CBTM, Alaor Azevedo, e a gerente, Walquíria San-Thiago, participaram de uma palestra no Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), com o objetivo de implantar as ações ainda necessárias na confederação.

“Entendemos que este é um processo irreversível de profissionalização e transparência no esporte. Ações como esta nos ajudam bastante, pois podem nos orientar na implantação das medidas. Já tomamos diversas delas nos últimos meses, como, por exemplo, a abertura da participação de atletas, técnicos, árbitros e clubes nas decisões da Assembleia Geral, algo até então inédito entre as confederações esportivas do nosso país”, lembrou o presidente da CBTM.

O Manual de Aplicação do Rating Integra tem 108 páginas e versa sobre três questões principais. A primeira, de Governança e Gestão, fala sobre a constituição da entidade e órgãos colegiados e a gestão organizacional. A segunda questão é a de Controles Internos, Riscos e Conformidade, onde são detalhadas as práticas de responsabilidade com ética e mecanismos de controle. Por fim, a terceira questão principal é a de Transparência, onde são explicadas as medidas desejáveis de comunicação de ações das entidades.

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.
 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes – claudia@fatoeacao.com

Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br

fatoeacaocomunicacao@gmail.com

                                                         

Siga a CBTM nas redes sociais:
 
FACEBOOK:
 www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa