Brasil tem seis atletas entre os cem primeiros do ranking pela primeira vez na história

07/09/2018 14:29

Quatro atletas no masculino e duas no feminino estão entre os melhores do mundo. Fato é inédito no tênis de mesa brasileiro

BEM NA FOTO! Equipe brasileira nos Jogos Sul-Americanos, com vários Top-100 do ranking atual. Crédito: Abelardo Mendes Júnior/Ministério do Esporte.

 

Rio de Janeiro (RJ), 07 de setembro de 2018.

Por: Assessoria de Comunicação – CBTM

O tênis de mesa brasileiro comemorou mais um progresso no último sábado (1), quando foi divulgado ranking mundial de setembro pela Federação Internacional de Tênis de Mesa (ITTF). Pela primeira vez na história, o país tem seis atletas entre os cem primeiros das listas masculina e feminina.

O feito aconteceu por conta da evolução do veterano Thiago Monteiro, que apareceu em 98º no ranking, sua melhor colocação dos últimos cinco anos. Hugo Calderano (10º) e Gustavo Tsuboi (45º) são frequentadores mais assíduos das primeiras posições da lista masculina. Eric Jouti entrou no Top-100 em fevereiro e desde então vem oscilando entre posições do 98º ao 79º lugar.

No feminino, o país vem mantendo a média de pelo menos duas atletas entre as cem primeiras. Bruna Takahashi (70ª colocada) é a melhor brasileira na atualidade. Lin Gui está em 98º. Caroline Kumahara, atualmente em 164º, ocupou uma posição entre as cem primeiras entre janeiro e abril.

Para que se tenha uma ideia do progresso, no final da década passada a modalidade comemorava intensamente quando um atleta conseguia aparecer entre os cem primeiros.

“Há dez anos atrás, nossa meta era manter pelo menos um atleta no Top-100. Hoje temos seis, inclusive com meninas, e um deles no Top-10. É motivo de orgulho para todos nós vislumbrarmos essa linha do tempo e nos dar conta dessa evolução”, lembra Lincon Yasuda, coordenador técnico das seleções olímpicas da CBTM.

Entre equipes, o tênis de mesa do Brasil também tem atingido boas colocações. Na décima colocação, os homens figuram há alguns meses entre os primeiros do mundo e entre os cinco melhores países não-asiáticos. As mulheres estão em 23º lugar, quatro pontos abaixo dos Estados Unidos, a melhor equipe das Américas na atualidade.

  

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.
 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes – claudia@fatoeacao.com

Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br

fatoeacaocomunicacao@gmail.com

                                                         

Siga a CBTM nas redes sociais:
 
FACEBOOK:
 www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa