Brasil estreia nesta quinta-feira na Copa do Mundo por Equipes; mulheres terão pedreira pela frente

21/02/2018 14:20

Equipe masculina terá Hong Kong e Estados Unidos como adversários; China e Coreia do Norte são os desafios da equipe feminina

   

FOTO DE ARQUIVO: Gustavo Tsuboi (esquerda) e Hugo Calderano (direita) são dois representantes da equipe masculina – Crédito: Christian Martinez/RGB Studios.

 

Rio de Janeiro (RJ), 21 de fevereiro de 2018.

Por: Assessoria de Comunicação - CBTM

 

A Seleção Brasileira já conhece seus adversários na primeira fase da Copa do Mundo por Equipes, que será realizada a partir desta quinta-feira (22/2), em Londres, na Inglaterra. Os homens deram um pouco mais de sorte que as mulheres. O time feminino estreia nesta quinta-feira, às 14h (de Brasília), contra a China. Na sexta-feira, às 7h (de Brasília), enfrenta a Coreia do Norte. Já a equipe masculina estreia nesta quinta-feira, às 16h (de Brasília), contra Hong Kong. Na sexta-feira, às 9h, encara os Estados Unidos.

Entre os quatro possíveis adversários da equipe masculina que estão em posição superior no ranking (pote 1), Hong Kong é o que tem os adversários menos complicados. Wong Chun Ting é o sétimo do mundo, Ho Kwan Kit é 41º e Jiang Tianyi é o 46º. Pelos Estados Unidos, Jha Kanak é o 88º do ranking mundial, Adar Alguetti é o 359º e Feng Yijun é o 399º. O Brasil é representado por Hugo Calderano (16º), Gustavo Tsuboi (66º) e Eric Jouti (92º).

A equipe feminina ficou em situação totalmente oposta. Além de pegar a China, terá a Coreia do Norte como adversária, a melhor entre as equipes do pote 3. Entre as chinesas, Zhu Yuling é a número 2 do mundo, Wang Manyu é a número 5 e Chen Xingtong é a 12ª do ranking. Entre as norte-coreanas, Kim Song-I é a 52ª do mundo, Choe Hyon Hwa é a 162ª e Cha Hyo Sim está em 181º lugar no ranking. As representantes do Brasil na Copa do Mundo serão Carolina Kumahara (95ª), Bruna Takahashi (97ª) e Lin Gui (115ª).

"De todas as combinações possíveis que poderíamos ter, essa foi a mais difícil. A China domina todas as competições internacionais há muitos anos, tem uma equipe homogênea, do mais alto nível, e é favorita ao título. A Coreia do Norte também é uma equipe muito dura, da escola asiática, e tem em seu time a Kim Song-I, que foi medalha de bronze na última Olimpíada”, analisou Lincon Yasuda, técnico da equipe feminina.

 

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.

 

 

 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes - claudia@fatoeacao.com

Marcio Menezes – marcio@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br

fatoeacaocomunicacao@gmail.com

 
 
 
Siga a CBTM nas redes sociais:
 
 Facebook  Twitter  Instagram