Mesa-tenistas comemoram o Dia do Atleta Paralímpico e se preparam para o Mundial da Eslovênia

21/09/2018 14:49

Detecção de Talentos e curso de classificadores funcionais também marcam o fim de semana no CT Paralímpico, em São Paulo

FOTO: Bruna Alexandre é uma das principais atletas do país. Crédito: IPTTC.

 

Rio de Janeiro (RJ), 21 de setembro de 2018.

Por: Assessoria de Comunicação – CBTM

Neste sábado (22/9) é comemorado o Dia Nacional do Atleta Paralímpico. A data não passará em branco para o pessoal do tênis de mesa. Os principais mesa-tenistas do Brasil contam os minutos em treinos intensos para o Mundial, que acontece em outubro, na Eslovênia. O fim de semana tem também a realização de mais uma etapa da Detecção Nacional de Talentos e o curso de classificadores funcionais, ambos no CT Paralímpico Brasileiro, em São Paulo.

Bruna Alexandre é um dos principais ícones do tênis de mesa paralímpico na atualidade. Medalhista no Rio, em 2016, domina as disputas da classe 10 (é a vice-líder do ranking mundial) e conquista títulos também entre os olímpicos (recentemente foi campeã da Copa Brasil Sul-Sudeste).

Para a atleta, essa é uma data que deve ser muito comemorada, pois jamais o esporte paralímpico brasileiro teve tanto reconhecimento quanto na atualidade.

“Acredito que estamos no melhor momento do esporte paralímpico, pois conquistamos nosso espaço e conseguimos mostrar para o Brasil e o mundo que tudo é possível. Vejo que o movimento paralímpico é um trabalho lindo, que dá oportunidades para todo mundo”, vibra a atleta, que considera o exemplo dos paralímpicos muito importante para as novas gerações.

Na opinião de Bruna Alexandre, o esporte paralímpico serve como exemplo para o Brasil como um todo, pelos valores demonstrados nas disputas.

“A cada dia, o movimento paralímpico consegue abrir mais portas. Desde o Rio 2016, provamos que o viemos não só para ficar e sim progredir. Não só em medalhas e resultados, mas em busca de um país em que sejamos todos iguais”, ressalta, no intervalo de um dos intensos treinos para a competição internacional na Eslovênia.

Movimentação no CT Paralímpico

Enquanto os consagrados atletas se preparam para o Mundial, os jovens talentos buscam um lugar ao Sol. Para esta etapa da Detecção de Talentos Paralímpicos, foram convocados 26 atletas, de 9 a 22 anos, representando seis estados brasileiros. O trabalho é feito pela comissão técnica da Seleção, através de vídeos enviados por treinadores de todo o país.

Também neste fim de semana, 30 pessoas participam do curso de classificadores funcionais, ministrado pelo classificador funcional Luis Gustavo Amorim. Ele serve para classificadores regionais que necessitem de reciclagem para atuar em nível nacional e para profissionais que buscam maior conhecimento dentro da modalidade, tanto para prospecção de novos talentos quanto para melhor treinamento de seus atletas.

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.
 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes – claudia@fatoeacao.com

Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br

fatoeacaocomunicacao@gmail.com

                                                         

Siga a CBTM nas redes sociais:
 
FACEBOOK:
 www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa